Como tudo começou

De um projeto de rastreamento de câncer do aparelho digestivo, chamado QUEM PROCURA CURA, realizado entre 2014 e 2017 em comunidades remotas à beira do Rio Tapajós, região amazônica, nasceu a ONG Zoé.


No projeto inicial havia um início, meio e fim, sendo que foram 19 expedições com 2.200 pacientes rastreados por endoscopia digestiva alta e colonoscopia. O projeto envolveu empresas privadas e parceiras do setor de endoscopia, assim como a prefeitura de Belterra.

Agentes de saúde saíram para divulgar, cadastrar e orientar os pacientes selecionados. Foi uma experiência não somente médica, mas acadêmica, pois estudantes de medicina participaram do projeto, além de todo o entorno social. No entanto, nos restou uma sensação de que não havíamos finalizado nosso trabalho. Ficou uma pergunta: o que fazer agora?


Desta forma, com sentimento de continuidade, nasceu a ideia da ONG Zoé, a ser constituída para prestar atendimento global à saúde de populações carentes da região da Amazônia legal. 


Mas como tornar esta ideia realidade? Digamos que existem pessoas muito diferentes fazendo parte desta ONG: sonhadores, grandes médicos, grandes gestores e mais do que tudo, gente com vontade de ajudar ao semelhante carente.

Com o empenho de todos os envolvidos estamos batalhando neste momento de uma pandemia histórica para que nosso sonho se concretize. 


Assim será!

Um comentário

  1. Olá pessoas lindas.
    Vi a reportagem hoje no Fantástico sobre a ONG ZOÉ. Confesso que fiquei encantada e muito tocada com esse maravilhoso Projeto de levar saúde aos maís necessitados e quem não tem condições nenhuma de acesso à médicos e cirurgias.
    Apesar de morar mais de 15 anos em São Paulo, sou de Belém do Pará e sei sim o quanto minha região norte é carente e escassa de atenção das autoridades, principalmente pela falta de educação e saúde de qualidade.
    Aqui em São Paulo, estudei e me formei em Artes Cênicas. Sou Arte educadora de teatro, circo e contação de histórias.
    Em outros momentos sou voluntária em comunidades carentes, hospitais, abrigos e asilos.
    Gratidão e parabéns pelo belíssimo trabalho da ONG ZOÉ.
    Abc fraternal 💜

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

SÓ MAIS
UM MINUTINHO

Nós somos tão fortes quanto nossas vozes e cada seguidor conta! 

Ajude a Zoé a cuidar de pessoas em lugares remotos curtindo nossas mídias sociais